bate-boca saudável

Longe de mim criar um blog para impor opiniões, doutrinas e ideologias. É fato que quem escreve sobre assuntos polêmicos deve assumir uma posição e defendê-la arduamente, considerando as contra-argumentações recebidas como fonte de repertório e não de possíveis desavenças. Todos que se interessarem são bem-vindos

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Silogismo.

Num campo bem mais abstrato, na filosofia, há um pensamento lógico - o silogismo - que busca afastar qualquer sofisma - uma mentira mascarada de verdade - do raciocínio e revelar a verdade. No mundo dos competidores acontece parecido. Detenhamo-nos ao vestibular. Alguns o veêm como uma prova estúpida, uma etapa desnecessária, pois quem faz a faculdade é o aluno, e então qualquer uma serve. Outros preferem se ludibriar: "- as universidades públicas já tiveram seu prestígio; hoje, o estudo científico privado é que detém as ferramentas mais modernas". E ainda há aqueles que não sabem o que querem da vida; deixamos eles para trás. Bom, mas não é bem assim. Considero-me uma exceção. Por acaso, mas deu certo. No auge da puberdade mais incisiva (15 anos) surgiu-me a oportunidade de ir buscar "longe" - numa cidade maior - um estudo mais eficiente. A priori, tudo era festa : conhecendo novas pessoas - por mais que os curitibanos fossem mais fechados - e podendo curtir o "sonho brasileiro" de morar sozinho. Não mais que um ano se passou, e eu e os meus colegas curitibanos conhecemos um mundo agitado, misterioso, sinuoso : o Vestibular. As pessoas literalmente viviam para aquilo. Era uma sensação díficil : no suspiro das salas de estudos saía parte do vapor fervoroso dos cérebros e as milhares de folhas lidas, reescritas e sublinhadas pareciam ter sido excretadas depois de uma forte digestão.Ninguém podia se dar o luxo de se desvirtuar desse caminho. Uma vez dentro, era preiso absorver cada aula de segunda à sábado , tomando a manhã e tarde inteiras, mesmo que mais tarde fosse preciso ter aulas particulares, o que é comum. A grande maioria tem muito dinheiro; não se trata do valor material. Poucos dos que entram na verdadeira batalha são tolos, sabem que o assunto das refeições vai ser sempre o mesmo; e a conversa não tem fim. Nem essa nossa conversa tem. O desfecho deixo para imaginação, devido a peculiaridade do momento. Só posso dizer que é importante estudar, trabalhar, conviver em um ambiente de lutadores. Se encontrar um lugar desse, vá, não hesite.

5 comentários:

  1. Você é todo errado amor! IDSAUHIDUHAUDHISAIUDHSAIUDSHADUSA Eu deixo vc apagar qndo postar.

    ResponderExcluir
  2. Tu colocou o significado de sofisma por minha causa né?! I knowwwww! HUSAHUDHADHASHD E parabéns né, e agora continue a batalharr.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o blog! Gostei dos temas tratas. Seguirei com certeza! Se quiser dar uma passada no meu, é: http://marcostrauss.blogspot.com/

    abraço

    ResponderExcluir
  4. vestibular? nossa nem me fale...=/

    ResponderExcluir
  5. A pedido da dona renata wurzius...
    Pra da um gostinho na boca dos que vc chama "caça-dores" de desafios, evair...aeuhaeuhae

    ResponderExcluir